+55 11 2548-0463 / + 55 11 2548-0414  |   cbdv@cbdv.org.br                                                       Acessibilidade:   Alto Contraste    Aumentar Fonte   Diminuir Fonte  

Maranhense marca três vezes, Brasil goleia o México e vai à final

Atuação de gala da Seleção Brasileira teve hat-trick de Jardiel e Ricardinho coroado com gol no fim do jogo
07/06/2019

Por Comunicação CBDV e CPB

São Paulo/SP

A vitória por 6 a 0 da Seleção Brasileira de futebol de 5 sobre o México, na tarde desta sexta-feira, 8, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, foi muito mais suada do que o elástico placar pode sugerir. O jogo valeu pela quarta rodada da primeira fase do Campeonato das Américas da modalidade. Por mais de 30 minutos, dos 40 regulamentares, o Brasil vencia por apenas 1 a 0, e enfrentava a bem posicionada defesa visitante e a falta de sorte nas finalizações. Foi o maranhense Jardiel, 22, quem deu tranquilidade nos nove minutos finais, ao anotar três gols. Nonato, Cássio e Ricardinho completaram a goleada.

Foi a terceira vitória do time comandado por Fábio Vasconcelos em quatro rodadas. Neste sábado, a partir das 9h, encerra a primeira fase contra a jovem seleção do Chile, com transmissão ao vivo pelo SporTV 2. A partida serve apenas para cumprir tabela, uma vez que os anfitriões já estão garantidos na final, às 11h do domingo, 9, contra a arquirrival Argentina. As duas seleções somam 10 pontos de 12 possíveis, e empataram sem gols na primeira rodada da competição, na terça-feira, 4. Os argentinos jogam contra o México, às 17h30 deste sábado, e o resultado em nada interferirá na grande final do domingo, que será exibida pelo SporTV 3.

“Quanto mais o grupo for homogêneo melhor. Hoje o Jardiel entrou e fez os gols. A gente não pode ficar dependente o resto da vida de Ricardinho e Jefinho, precisamos da renovação. Ficamos felizes com a classificação, final é final e chegou o Brasil e Argentina. Amanhã colocarei os que jogaram menos para descansar os jogadores para a final de domingo”, explicou Vasconcelos.

Seis seleções disputam a Copa América no CT Paralímpico desde a terça-feira: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru. A competição dá uma vaga nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020. O Brasil, por ser o atual detentor do título Mundial, já entrou em campo garantido. Com a classificação argentina à final do torneio continental, os hermanos carimbaram passaporte para o evento multidisciplinar que encerra o atual ciclo paralímpico, na capital japonesa.

No duelo desta sexta-feira, o Brasil entrou em campo com sua principal formação: Luan, Cássio, Nonato, Thiago Paraná e Ricardinho. O México, 10º colocado no ranking mundial da Associação Internacional de Esportes para Cegos (IBSA,sigla em inglês), ofereceu pouca resistência logo no segundo minuto de partida. Nonato roubou a bola na direita, atravessou até a esquerda com a bola dominada e deu um toquinho para o gol para fazer 1 a 0.

A partir daí, o Brasil pressionou o time visitante por todos os lados. Em especial o avançado gaúcho Ricardinho, camisa 10 e melhor jogador do mundo entre os cegos. Ele protagonizou pelo menos sete oportunidades de gol. Duas delas foram na trave, as outras pararam no arqueiro centro-americano ou foram para fora.

Somente aos 11 do segundo tempo o Brasil conseguiu converter em gol toda força ofensiva até então pouco efetiva. O técnico Fabio Vasconcelos substituiu Thiago Paraná que cobraria uma falta e pôs Jardiel. Foi ele quem bateu e fez 2 a 0. A bola furou a barreira de mexicanos e não deu chances de reação ao goleiro.

Aos 14 minutos, Jardiel emendou um contra-ataque desde o campo brasileiro, levou sozinho até a meia direita, e, da entrada da área rival, fuzilou cruzado, anotando um golaço. Aos 16, ele fez movimento semelhante, mas para o lado inverso. Contra-atacou da esquerda para a direita, a defesa visitante não conseguiu acompanhá-lo, e deu um biquinho de fora da área. A bola ainda passou por debaixo das pernas de um defensor mexicano antes de surpreender o goleiro e morrer no fundo da rede: 4 a 0 para o Brasil.

Jardiel e Nonato são artilheiros do campeonato, cada qual com quatro gols, empatados com o argentino Max, que nesta sexta-feira anotou contra a Colômbia.

"Meu primeiro campeonato oficial com a Seleção, tem dado tudo certo, estou fazendo os gols e ajudando a equipe. A expectativa para os Jogos Parapan-Americanos está grande, estou fazendo a minha parte para ser convocado para o grupo dos dez que irão para a competição", afirmou Jardiel.

O quinto tento verde-amarelo veio de um tiro livre direto após falta em Ricardinho. O defensor Cássio chutou forte à meia altura, no canto esquerdo do goleiro, sem chances para defesa. Nos segundos finais, foi a vez de Ricardinho anotar o dele, o primeiro no campeonato. Em jogada individual, saiu da direita para a esquerda, dividiu com marcadores, puxou para o pé esquerdo e guardou: 6 a 0.

“Até aqui foram jogos duros, apesar do placar hoje, a equipe do México é muito aguerrida, mas tivemos mais sucesso nas finalizações e vencemos", disse Ricardinho.

Comunicação CBDV

Tadeu Casqueira

tadeucasqueira@cbdv.org.br