+55 11 2548-0463 / + 55 11 2548-0414  |   cbdv@cbdv.org.br                                                       Acessibilidade:   Alto Contraste    Aumentar Fonte   Diminuir Fonte  

CBDV leva conhecimento sobre o futebol de 5 para a Inglaterra

Comitiva com membros da comissão técnica visitará instituições e profissionais da Europa na próxima semana
#Acessibilidade: à direita, Ricardinho e Gledson se preparam para cobrar a falta. À esquerda, goleiro da Inglaterra aguarda a conclusão do lance com sua barreira posicionada à frente, durante o Mundial de 2018.
08/11/2019

Por Comunicação CBDV
08/11/2019
São Paulo/SP

Dando continuidade ao projeto que visa difundir sua expertise no futebol de 5, a Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV) levará uma comitiva para visitar escolas, instalações esportivas e profissionais da Inglaterra interessados em conhecer mais sobre a prática da modalidade no país pentacampeão mundial e único vencedor até hoje de todas as edições de Jogos Paralímpicos.

A partir de terça (12), a comissão técnica da seleção brasileira fará um tour pelas cidades de Hereford, Birmingham e Manchester. Integram o grupo o treinador Fábio Vasconcelos, o auxiliar Josinaldo Souza, o fisiologista Alexandre Silva, o preparador físico Edson Marinho e o fisioterapeuta Halekson Freitas. A CBDV também estará representada por seu presidente, José Antônio Freire, pelo secretário-geral, Helder Maciel, e pela assistente executiva, Maíra Fiorentino.

"É uma escola diferente. Os ingleses são uma seleção de muita força, o Brasil é mais habilidade e técnica. Vai ser bem interessante essa troca de informações, ver a estrutura deles, passar um pouco do que estamos fazendo", diz o treinador Fábio Vasconcelos.

A primeira parada da delegação brasileira será em Hereford, palco do Mundial conquistado pela seleção em 2010 e da Royal National College for the Blind, uma escola especial para deficientes visuais. Lá, haverá um encontro com os diretores de Aprendizagem e de Esportes da instituição, além do treinador da delegação inglesa de futebol de 5, Jon Pugh.

No dia seguinte, o intercâmbio reunirá profissionais da Universidade de Loughborough, onde os brasileiros conhecerão mais de perto o cenário esportivo paralímpico no Reino Unido e terão contato com a TASS (Talented Athlete Scholarship Scheme), a organização parceira da CBDV nesse projeto – junto com a Universidade de Ciências Aplicadas de Amsterdã e a Associação de Futebol da Irlanda.

Na quinta-feira, será a vez de visitar o estádio do Manchester City e trocar experiências com representantes do futebol de 5 da Irlanda e da Holanda. Por fim, a comitiva se dirigirá até St. George’s Park, sede da FA (Football Association), a federação que comanda o futebol no Reino Unido.

"A importância desse intercâmbio é a troca de experiências entre a nossa comissão técnica e os outros treinadores da Europa. É primordial o crescimento do futebol de 5 no mundo", explica Helder Maciel, que também representa o Subcomitê de Futebol de 5 da IBSA (International Blind Sports Association). A delegação brasileira voltará para o pais no dia 18.

Sobre o projeto

Apesar de a Europa contar no futebol convencional com seis das dez melhores seleções do ranking da Fifa, sendo as duas primeiras colocadas da lista, no futebol de 5 o continente ainda está longe das maiores potências. Foi pensando nisso que a FA resolveu, por meio da TASS, promover esse intercâmbio de habilidades, conhecimentos e boas práticas relacionadas ao desenvolvimento de atletas com deficiência visual.

Vale lembrar que, em junho deste ano, a CBDV promoveu o I Curso Internacional da modalidade, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, em parceria com o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). Na ocasião, 34 técnicos do Brasil, Reino Unido e Holanda participaram do evento e ainda puderam acompanhar treinamentos das seleções principal e de base.

Comunicação CBDV

Renan Cacioli

renancacioli@cbdv.org.br

+ 55 11 98769 1371
+ 55 11 99519 5686 (WhatsApp)